De amor

Queria manter escondido
o calor dos sentimentos,
mas é simples demais
e não gosto da simplicidade.
Meu coração tão ferido
superou tantos tormentos
e o coração é quem faz
essa história ter continuidade.
O simples vira vício
e se acomoda
eu luto para viver sóbrea
mas me vicio em ti.
Sofrimento deixa resquício
que vira dor.
Se for necessário
abandono o impossível
e te provo que
se pode viver
de amor.

Autor: Aguida Leal

Olá, meu nome é Águida Leal, tenho 27 anos e criei esse blog para compartilhar minha visão romântica da vida. Minhas paixões me guiam a momentos únicos e percebi que as pessoas gostam de ler sobre a vida.

Deixe uma resposta