Desencontros

Desencontros que nos fazem perceber o que é vida me deixam desiludida facilmente. Escrevo por procurar justificativas que não consigo encontrar e fico como quem acabou de perder um ente querido. Me assumo culpada, acredito nas estrelas cadentes e nos sóis nascentes como uma criança que crê em Noel. Me arrependo, me deixo ir, me perco e me esqueço de ser o que deveria. Sua companhia é a melhor comparada a tantas outras que já tive, mas me pergunto se hoje seria o melhor. Provoco, irrito, faço feridas… Mas o coração aquece, o sorriso alegra e a paixão ensurdece. Pouco consigo, mas muito posso. Se tiver tua mão na minha e teu ombro para deitar. Porque quem tem amor tem tudo.

Autor: Aguida Leal

Olá, meu nome é Águida Leal, tenho 27 anos e criei esse blog para compartilhar minha visão romântica da vida. Minhas paixões me guiam a momentos únicos e percebi que as pessoas gostam de ler sobre a vida.

Deixe uma resposta