Eu lhe rogo

A qualquer sinal
eu lhe rogo
segure firme,
não me solte
porque além da falta de amor
há falta de sorte
e por mais que eu fuja
só me causo morte

Desejo o final
a qualquer problema
por medo de sofrer
como outrora
todavia me nego
e me dou esperança
mesmo com dor
permito-me o sonho
que cala tudo

E dos céus a fé revela
que após a tempestade
abre-se em cores
e nem mesmo os espinhos
nos tiram as flores
quem sou eu
para me negar amores?

Mas o silêncio entorpece
a falta de ti
e de nós me entristece
já não sei viver distante
venha parar-me
nem que seja um instante
e diga que me apoia
que essa loucura
não vai ter volta
e que sem você
não haverá resposta

Prove-me que és o umbral
que és a aliança
que és o correto
despa-me da covardia
comprove
com a louca memória
que te amo
não porque apenas te quero
mas por total glória!

E quando for tarde
repita para si
que mesmo sem sinais
és a minha escolha
e o nós
é a nossa escola.

image

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s