Cabes nos meus braços 

​A noite vem e com ela chega o silêncio. Marasmo de sentimentos. A noite traz a falta das despedidas que há tempos não dizia… Traz consigo juras de amor que foram quebradas debaixo da lua cheia. Traz também a dor da incerteza. A saudade dos olhos arregalados que sorriam fácil a mim. Noite maldita que não diz o que quero ouvir! Quero teus beijos como segredos e teus braços como lar. Quero a fuga do meu mundo e no seu para sempre estar. Quero contexto feliz num para sempre quebrado, trincado, perdido. Quero ser tua joia rara no coração escondido. Quero tocar teus dedos como quem só o pode isso. Quero navegar no teu olhar que tão leve me seduz. O que seria da noite sem um amor para sonhar? O que seria do meu sono sem contigo poder sonhar? Retorne, repare! Preciso do teu calor que já não é somente de amor, mas de vida. Vida que segue, continua, da frutos e nos faz feliz. Porque tudo precisa se reconstruir. Nenhum homem vive largado de seus laços por muito tempo. Venha! Sabes que cabes nos meus braços, a te envolver.

Anúncios

Escrito por

Estudante de Jornalismo e brasiliense. Apaixonada por cinema, literatura, música, culinária e beleza. Com família paraense, das raízes indígenas, se criou em Brasília onde pode descobrir mais sobre o mundo e se apaixonou pela profissão que escolheu. Criou o Diário em 2014, quando decidiu manter vivas as poesias que mantinha em cadernos por anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s