Como passei a viver melhor

Eu buscava respostas para perguntas que nem mesmo sei. Não eram questões espirituais, cheguei a um ponto de verdade absoluta sobre em que acreditar que isso não era mais uma dúvida, mas ao longo dos anos ficou tão difícil conviver com pessoas cujo partilham algo não vivenciado que a hipocrisia passou a me desanimar muito.

Penso que desânimos nos tiram toda a coragem de lutar por algo, e quando há essa inexistência de luta a vida passa a se tornar sem sentido. E então, dentro de mim, vários conflitos e pré julgamentos me tiravam a paz e a vontade de planejar meus dias… desejei morrer tantas vezes por não ver razão em nada.

Mas havia algo que me mantinha aquecida. Por mais difícil que fosse sorrir, eu desejava isso. Eu queria motivos para me alegrar e busquei, por muito tempo, esses mesmos motivos nas pessoas. Não via nada disso dentro de mim, como se eu fosse incapaz de conseguir isso sozinha.

Foi quando li alguns textos sobre uma nova forma de viver. Nesses textos existiam os mesmos conflitos que me corroíam e, em pouquíssimas palavras, fui me curando. Não cheguei a me tornar muito melhor, não. Mas é impossível ler àqueles textos e não se sentir bem, não se sentir amado e percebi que era isso o que eu sempre quis.

Desde então venho treinando minha mente e coração, sozinha – mas não completamente só, e com pequenas mudanças a vida tem sido bem melhor.

Todos os dias, ao invés de acordar reclamando do sono que ainda sinto, respiro fundo e me obrigo a sorrir. Levanto, lavo o rosto e me olho no espelho. Isso sempre foi muito difícil! Eu me olho e me dou o meu melhor sorriso. Encaro cada coisa que gosto em mim e me forço a pensar bondade sobre todas elas.

Também me obrigo a colocar uma roupa que gosto e a passar o mínimo de maquiagem possível. E quase sempre registro uma foto.

Alguns dias peguei chuva no caminho pra casa e ao invés de reclamar me obriguei a ouvir o som da chuva e a rir de mim mesma sendo surpreendida em poças -enormes- d’água. Esses momentos, que costumam receber reclamações, são os momentos mais simples da nossa existência e com o tempo nós paramos de ligar para eles só por não influenciarem no nosso intelecto. Mas o nosso intelecto precisa de espaço para as coisas pequenas também!

Tenho me desafiado, diariamente, a reclamar menos de tudo. A fechar os olhos e a me concentrar nas batidas do meu coração. Fazendo isso tenho me sentido menos só, como se mais pessoas também estivessem sentindo o mesmo, como se estivéssemos conectados… quase como em sense8. rs.

Mas ainda me pergunto até quando ainda vamos viver -e nos criar para viver- de forma tão egoísta e excêntrica? Buscando luxo, conforto, buscando sempre mais do que já temos?

Existimos há séculos… por que só agora isso parece tão maior?

Parece que quanto mais aprendemos -com o intelecto- mais malefícios nos causamos. Quanto mais sentimos o sabor do poder, mais queremos derrubar alguém para ser maior. Buscando sempre muito dinheiro, muito conforto e muito luxo para no fim sentir um extremo vazio?

Aprendi que viver bem com o espírito é muito mais importante que qualquer outra coisa. Que confiar no nosso interior, ser quem somos -sem medo- é tão melhor. Sem desejar o mal, sem pensar negativamente, sem achar que a sua felicidade vai ser outra pessoa. Ser feliz só depende da gente, sentir amor só depende da gente. Ser amor só depende da gente. Só depende de mim sentir isso, como só depende de você sentir isso.

Estamos juntos nessas palavras, estaremos juntos em pensamento. Enquanto eu e você desejar isso, vamos estar todos juntos. Vamos estar conectados. Eu vou te mandar muito amor e você vai retribuir, te desafio a também combater essa solidão interna e a nos desejar, mutuamente, todas as coisas boas possíveis.

Assim iremos viver bem melhor.

Eu adoro aquela frase de Ghandi que diz que devemos ser a mudança que queremos do mundo. Entendi que os julgamentos e pré conceitos que eu tinha por muitas pessoas fazia mal a mim e não a elas e passei a combater essas coisas internamente… com o tempo tem sido mais fácil lidar com tudo. Não vou dizer que é fácil e nem que minhas tensões pré menstruais tenham amenizado tanto assim, mas só de tentar a vida já está diferente.

Percebi que até os relacionamentos amorosos passam por isso. Atualmente estou numa nova relação, com novos desafios e novas dificuldades… mas a novidade mesmo é que não há a busca pela felicidade depositada na pessoa, mas em mim. Tenho notado como as coisas boas que já estou conseguindo manter em mim simplesmente transbordam fácil quando estou com a pessoa. A distância é nosso maior obstáculo, mas aos poucos fica fácil lidar. E sempre com muito amor, muito cuidado e muita atenção.

Nós precisamos de atenção, nós queremos isso. Mas devemos nos dar essa atenção. Não de forma egoísta ou exagerada, mas na medida. Assim podemos realmente ser melhores. E o mais bacana é que alguns conhecidos já notaram essa mudança interna… alguns comentam sobre uma boa energia. E isso sim não tem preço.

Fica aqui o convite. Faça parte disso, seja todo o amor que puder sentir. SIM! SEJA TODO O AMOR QUE PUDER SENTIR! E catives. Porque se me cativares, tão logo e ansiosa te esperarei. (E vou esperar sentir você mais perto de tanto amor que vai existir em nós).

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s