Amo-te baita muito!

Lembro daquele dia em que choveu torrencialmente e você tentava me cobrir da água sem sucesso algum, ríamos tanto daquela situação que precisamos sentar na calçada. Você tirou meu cabelo do meu rosto e me olhou atentamente, assim sem um sorriso, sem uma palavra. Não precisava de mais nada além de toque.

Sabe amor, aquele jeito de me olhar fez com que me perdesse nos teus olhos, mergulhasse no teu ser e, então, não pude permitir que a chuva nos separasse. Meus olhos se fecharam para que pudesse sentir teu toque. E teus lábios encontraram os meus.

Ali já fazia frio e então, levantando-se, me puxou tentando continuar nossa jornada de volta a casa. Mas o riso voltava a cada pulo ou a cada poça que os carros, passando rápido, nos molhavam mais.

Seu sorriso iluminava tudo.

Teu riso ilumina-me o mundo.

Segurando em tua mão o mundo se fazia pequeno, se fazia fraco. E decidi nunca mais sentir o oposto de tudo isso que me fez e faz sentir.

Em instantes, como este, tua segurança me torna livre porque não preciso temer nada! Superei tantos corações partidos até lhe encontrar, tantas lágrimas deixei cair por quem não merecia, que não existe, não mais, sofrimentos a serem superados. Já tive todos. E quando achava que não poderia ser feliz, que só me restavam dores, você chegou e mudou tudo! Mudou minha forma de viver e de enxergar o mundo.

Claro que ainda existem tantas coisas a acontecer, mas cada segundo, cada gota daquela chuva, cada final trágico para quaisquer problema, não tem como chegar a mim mais forte do que já passei um dia antes de ti.

Espero que em todos os dias que passarmos juntos tenham chuvas torrenciais para nos molhar e nos fazer fortes à frieza da água, mas que em todos esses dias possamos superar essa frieza com aquela mesma alegria e, ao chegar em casa, possamos nos namorar e lembrar ao outro sua importância e tudo o que amamos no outro.

Hoje escolhi te lembrar um pouco mais, porque precisava te lembrar como teu coração é enorme e bondoso; como teu sorriso me alegra a alma; como teu toque no meu corpo me realiza; como teu olhar me traz paz; como teus braços, ao me envolver, fazem me sentir segura e protegida e como teu amor me parece muito, porém reconheço minha sorte por te ter comigo.

Amo-te baita muito!

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s