E que nos é

No pequeno coração onde se encontra a maior foça de viver palpita a alma do amor que vem e que é. Vem de uma força maior a qual muitos chamam de Deus e é tão inocente e simples quanto uma soma entre números inteiros. No coração bate alegria que surje da sombra do peito do amado, que tão sabiamente se cala e acalma. 

Partes da minha alma se encontram nas do meu querido e se enchem na fonte da fé que aposta suas fichas em nós que nos enlaçamos nessa fiel confusão que é sentir. E sentindo assim, tão fortemente, tão único, tão puro, eu posso entregar-me com olhos fechados: como a criança que confia no seu pai… me agarro a minha fé e a coloco a ti, para que não se controle por mim, mas que no fim esse amor siga o caminho mais correto e puro. 

Esse amor que te entrego e que nos é.

Anúncios

Escrito por

Estudante de Jornalismo e brasiliense. Apaixonada por cinema, literatura, música, culinária e beleza. Com família paraense, das raízes indígenas, se criou em Brasília onde pode descobrir mais sobre o mundo e se apaixonou pela profissão que escolheu. Criou o Diário em 2014, quando decidiu manter vivas as poesias que mantinha em cadernos por anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s