Quem dera eu

quem dera eu
ser tua casa
pássaro a cantar no seu quintal
música no teu ouvido

quem dera eu
ser água do chuveiro
talher na tua boca
cheiro do teu pé de hortelã

quem dera eu
ser perfume grudento no teu pescoço
cerveja gelada no calor
sofá em que se esparrama

quem dera eu
ser pulsação do teu coração
para que, dentro de ti,
poder bombear vida no teu corpo

quem dera eu
ser motivo do teu riso
desculpa pro teu atraso
razão da tua alegria

quem dera eu
tão perto de ti
te encher de beijos
e partilhar a vida
gozando da eternidade

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s