Um papo sobre felicidade

Ao que me parece, a lista da felicidade está cada dia maior e mais difícil de ser alcançada. É como se nossas redes sociais não fossem mais nossas, saca?! A gente (não famoso) precisa também procurar um meio de criar conteúdo pra dizer que está tudo bem, mesmo que isso seja para nosso pequeno público ou minúsculo ego.

Auto-estima a gente nem está sabendo por onde anda. Igual aquele meme: que dia foi isso? Eu nunca nem vi. E não estamos mesmo vendo, porque estamos incumbidos de mostrar ao outro tamanha felicidade que não olhamos pro nosso interior. Isso sim é importante.

Certeza que se perguntarmos aos nossos avós como era ser feliz antigamente, eles dirão: era bem menos complicado do que hoje. A felicidade era alcançada fácil e deliciosamente. Agora estamos vendo uma série de coisas que precisam ser cumpridas à risca. É a risca mesmo, se não, não irá funcionar.

Ter um tênis novo é bom? É ótimo! Ter uma blusinha nova pro rolê? Close certo! E ter um iPhone? Aí é tendência mesmo! Mas viajar para praia nas férias, é o lacre. Pare agora, por um minuto, e pense se as coisas descritas acima são inverdades. Pensou? São? Creio que não, hein. E esses são apenas alguns pontos.

Estamos fazendo o nosso BBB nas redes sociais, enquanto nosso interior está vazio. Inflamos apenas o exterior. Percebemos isso quando a semana passa a não ter significado algum após a balada ser cancelada ou o cartão não ser aprovado. Daí, não lembramos que vencemos mais uma semana e, essa sim, deveria ser a real felicidade.

O que quero lhe dizer com isso é que abandone essa lista pra lá. Faça o que te faz feliz. Não vá na onda. Não se perca para encontrar os outros. Procure a sua essência e a sua vivência da melhor forma. Pra alguns, desbravar o mundo pode ser muito prazeroso. Pra você, talvez, desbravar a si mesmo é sublime.

Então, fica aqui esse convite e apelo. Procure buscar a sua felicidade, ela pode estar no final de um copo de suco ou no espaço sideral, mas ela tem que vir de você. Pois quando você deitar na cama e olhar pro teto, poderá sorrir e dizer: caramba, hoje EU fui feliz. (Ponto).

Tiago Brito

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s