Dicas musicais – vícios de abril

Já estamos sem posts musicais há alguns meses, então resolvi compartilhar meus vícios desse tempo porque O MUNDO PRECISA OUVIR!!

Não conhecia nenhuma delas e encontrei por acaso no Spotify, ouvi metade de cada uma e automaticamente as colocava na minha playlist demorando dias para perceber as letras, mas quando a letra bateu na moral da garota aqui, JESUS AMADO! Viciei, apaixonei e escuto o dia todo.

De Platão pra Neruda, Lorena Chaves

Gente, eu não sei explicar, mas essa música, essa voz… puts. Bateu no profundo do xeol da minha alma tão forte que eu fico com aquele olhar fixo num ponto e devaneio não sei em que, mas não presto atenção em nada mais a não ser na letra. Foi tão sério que procurei a cifra haha Lorena, olha aqui nos meus olhos e vê se é loucura, porque olha…

Canção de saudade, Gabriel Nandes

Eu achei a arte da capa do EP tão linda que cliquei pra ouvir as músicas, confesso, mas não me arrependi não. A voz do Gabriel é doce e o falsete dele é tão leve que é gostoso de ouvir, sabe? E achei a música tão fofinha que realmente viciei, gosto de escuta-la voltando do trabalho pra casa, ela me dá a sensação de relaxamento.

Lua Cheia, 5 à seco

Eu não vou ser repetitiva quanto a Ventos de Netuno (post sobre essa música aqui) também do 5 à seco, então vai lua cheia mesmo. O que me chama atenção nessa letra são os versos: “viver de esperança cansa”, “frases de ódio não vão vingar”, “vamos criar memórias, elogiar pessoas”, dentre todo o resto rs. Mas quando ouvi a primeira vez, ainda ano passado com a versão acústica que colocaram no canal, eu já refletia sobre muitas coisas da minha vida. Acho que o mágico da música é aquele que toca não só no  coração, mas na consciência, e sinto isso com essa letra.

Quem sabe isso quer dizer amor, Moska

Tudo o que eu poderia falar sobre essa letra o próprio Moska fala no início do vídeo. Se eu puder acrescentar algo seria: que paz essa letra e voz traz… E eu amo voz e violão, acho que por viver muitos anos em Belém onde a noite traz surpresas em bares com esse tipo de música ao vivo. Acho que toca na minha nostalgia.

Não, Tim Bernardes

Encontrei essa enquanto escrevia o post e já ouvi pelo menos cinco vezes. Eu sou suspeita quando me deparo com composições do Tim por me envolver com a forma como ele canta estórias e sentimentos. Gosto muito desde as composições de O Terno, então encontrar uma música ou outra dele é sempre uma alegria óbvia.

Que nem Kalu, Versos que compomos na estrada

Fiz uma pesquisa para saber o que seria Kalu, primeiramente achei que seria um nome da Umbanda, então queria saber a figura, mas em pesquisa descobri que é variável do nome Carolina ou Carlos (diminutivo), derivados de inglês, alemão… e também encontrei em outro lugar que seria um nome havaiano que significa principal, essencial. Achei meigo rs.

Horizontes, Glória e Lucas Silveira

Eu sei que essa já é antiga, mas eu simplesmente amo! Acho uma letra muito profunda e cheia de dor e, ao mesmo tempo, cheia de amor.. engraçado essa fusão, né? Os versos “às vezes sinto o céu cair pesando sobre mim, pra me lembrar do que eu fiz”  sempre falam por mim quando estou com algo preso, então ouvir essa música libera tudo. Os solos são incríveis e o crescimento, a força, que a canção tem vai subindo até o máximo. Adoro essa linha em composições de rock. E Glória é uma banda muito foda, certo?

Dandara, Nina Oliveira

Dandara é símbolo da força da mulher negra. Foi uma guerreira negra do Brasil colônia, foi esposa de Zumbi dos Palmares com quem teve três filhos. Talvez essas informações te façam sentir a força dessa letra, como a mim. Composições assim me fazem ter patriotismo, guerreiros (as) na história são sempre lembrados, mas no nosso caso, poucos desses que eram negros são lembrados com tanta força, o que me traz alegria ao ouvir essa canção.

You make my dreams, Daryl Hall e John Oates

Não sei se já falei disso, mas minha mãe viveu a adolescência e pré adolescência durante os anos 80 e início dos 90, então o maior prazer dela é colocar músicas dessa época no último volume todas as vezes que vai fazer algo em casa: cozinhar, limpar, organizar algo… isso me causou um enorme amor por essas músicas ou as que lembram e parecem ser da época. Até mesmo meu amor pelo rei do pop é por causa dela… ai ai. Mas para quem adora uma comédia romântica e reconheceu, essa é a música de 500 of Summer, quando Tom acorda feliz rs.  Talvez isso explique meu amor pelo filme e por essa música haha

Direzione la vita, Annalisa

Uma das minhas línguas preferidas é o italiano, além do meu amor pelo país e cultura. Por isso ouço muitas músicas italianas, aproveito para treinar a leitura e pronúncia enquanto acompanho as letras. Viciei nessa na última semana, além de sentir que o ritmo é bem envolvente, lembra reggaeton e ao mesmo tempo as composições eletrônicas, adoro essas fusões de estilos.

Me indiquem músicas? Deixa abaixo seu vício. 🙂

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s