Não existe solidão, existe egoísmo

Já parou para pensar que estamos todos juntos no mesmo barco? Que tem mais um monte de gente que acabou de descobrir uma traição, uma doença, com medo de tomar uma decisão ou até mesmo se apaixonando?

A solidão é um ato egoísta em que olhamos apenas para nós mesmos, ignorando o todo ao nosso redor. O ser humano é enraizado no social, vivemos em sociedade desde o princípio. Lembra de como, na bíblia, diz que Adão se sentiu só e pediu alguém a Deus e daí veio Eva? Pois é. Olha ai uma prova de que não somos feitos para sermos sós.

Eu sei que é difícil, mas todas as vezes que me senti mal, foi a companhia de amigos e pessoas que amo que me ajudou. Ou seja, socializar amenizou ou anulou minha solidão.

Entendo que em alguns momentos preferimos nos calar e isolar-nos em cantos para lidar com conflitos muito pessoais, mas até nesses momentos precisamos de alguém para nos ajudar. Como se fosse necessário um equilíbrio entre o nosso mundo pessoal, nossa mente, e a visão de alguém de fora. Todas as vezes em que eu passava por um momento ruim, e criava várias ideias diferentes na mente, uma conversa com um amigo ou parente me fazia ver as coisas por outros olhos, isso sempre me ajudou a passar por algo, a superar.

6d24b2a348478247c3fa65f535e911ba

Digo que a solidão é egoísmo porque muitas das vezes é estar só uma opção. Sempre tem alguém por perto querendo saber como estamos, pode não ser quem queremos, mas tem. Alguém sempre se importa de verdade, tudo bem que nem todos são verdadeiros nisso, mas eles existem, pode acreditar.

Tenho duas amigas que sofrem de depressão, acho que é uma depressão das fortes, e todas as vezes que pergunto como estão é uma surpresa diferente. Então decidi que sempre que vir algo motivacional ou quotes amorosos em redes sociais, marcaria as duas, ou a que estivesse pior naquele dia. Algumas vezes elas me respondem dizendo que as alegrei ou que foi bom ver aquilo.

Eu não quero que elas se sintam sós, porque eu me preocupo com elas. Mesmo sem estar muito presente fisicamente.

Resolvi ter essas atitudes desde que me senti sozinha e quis tirar minha vida. Eram tantos conflitos, me sentia tão sufocada que não queria mais lidar com nada. E no momento mais difícil, um ex namorado que eu não conseguia conversar, foi quem me ajudou. E não foi por interesse em voltar, era mais uma ligação de respeito e zelo pelo que vivemos. Naquele momento foi super importante, então quis fazer o mesmo por quem amo.

Algumas pessoas são muito fechadas, até antissociais, isso é bom às vezes, mas é preciso ter cuidado. Uma coisa que a igreja diz muito é que “o demônio nos engana”, se você não acredita posso trocar a frase por “seu subconsciente pode te pregar peças perigosas” porque a conclusão dá quase no mesmo.

9cf8df6868525975f791ea0bc8045723

Só porque achamos algo, não quer dizer que aquilo necessariamente aconteça da forma como pensamos e ficarmos sozinhos pensando nisso nos distancia de pessoas que são realmente importantes. Então fique atento ao seu comportamento quando começar a sentir-se só, repare quem está preocupado e tente se abrir, eles podem te ajudar imensamente.

Mas é claro que, às vezes, o sentimento de solidão seja necessário para nos encontrarmos com nós mesmos. Um tempo para si, para saber lidar com tantas coisas. A diferença entre essa compreensão de necessidade e a percepção do distanciamento “proposital” de amigos ou familiares é o importante. Não somos obrigados a dividir nossa intimidade com ninguém, mas isso não quer dizer que ao partilhar alguns sentimentos eles sejam mais fáceis de lidar quando estamos sós. Acho que esse é o mais importante.

Precisava deste resto de solidão para aprender sobre este resto de companhia.
Este resto de vida, Américo, que eu julguei já ser um excesso, uma aberração, deu-me estes amigos. E eu que nunca percebi a amizade, nunca esperei nada da solidariedade, apenas da contingência da coabitação, um certo ir obedecendo, ser carneiro. Eu precisava deste resto de solidão para aprender sobre este resto de amizade.

― Valter Hugo
Mãe, A Máquina de Fazer Espanhóis

 

E já sabe…

Só permaneça onde puder amar. 
Até mais.

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s