querido ex, supere…

Outro dia, numa dessas conversas ao acaso, ouvi dizer que você ainda tenta me atingir de alguma forma em redes sociais, aquelas às quais nem te tenho mais. Comecei a refletir em como viemos parar aqui.

Foi um amor muito bonito, porém muito juvenil. Os problemas eram pequenos e os sonhos enormes. Meu maior medo era perder alguém, ficar só. Solidão me assustava. Não vou mentir e te dizer que agora me sinto forte mesmo quando só, mas isso já não me deixa louca. Me sinto confortável comigo mesma nos meus momentos de solidão.

Depois de você me apaixonei de uma outra forma, por outro alguém. Era muito mais carnal, mais emocional… envolvia muito mais toques e palavras, atitudes e ideias de vida. Lembro que por você eu tinha aquele amor adolescente e eu já sou mulher agora… é tão diferente!

Ir a lugares, conhecer pessoas que não mudam muito a nossa vida e conversar sobre coisas pequenas era nossa realidade. Depois de você eu descobri o mundo. Minha mente se abriu a uma universidade de assuntos e vivências incríveis que jamais suspeitei existir.

Depois de você viajei sozinha, entendi sobre política… aprendi sobre ser mulher! Essa é a parte mais cômica da vida… eu aprendi a ser mulher quando desisti de viver contigo.

Ser mulher é muito mais que ter peitos, ou vagina. Ser mulher é ser forte, é acreditar que sou capaz de tudo, que posso tudo, que não existem barreiras. Ser mulher é tão maravilhoso que nem mesmo uma paixão pode acabar com isso.

Eu poderia dizer que “depois de você os outros são os outros” como costumava dizer… mas eu é que sou outra. Eu sou tão atraente a mim mesma, tão confiante… acho que isso te surpreendeu, né?

Não derramei lágrimas por você, aprendi a aceitar quando as coisas não são como eu desejo ou espero. Aprendi a lidar com descobertas negativas, sabe… quando a gente acha que a pessoa é de uma forma, mas é de outra. Foram tantos crescimentos pessoais e diferentes nesse tempo todo que não consigo entender como você ainda se prende a uma raiva por algo que inventou e decidiu acreditar.

Existe uma verdade por trás do fato, normalmente apenas quem vive sabe, ou no máximo as pessoas mais próximas. As coisas que vemos de longe são enganosas, muitas vezes as aparências denunciam uma coisa que não é real, mas costumamos acreditar porque queremos que seja como pensamos, em momento algum há diálogo, conversa ou pergunta. Acho que esse é um problema geral, as pessoas perderam a coragem de perguntar algumas coisas e passaram a acreditar apenas no que querem, infelizmente isso é a maior enganação. É uma pena que pra você tenha sido assim… você preferiu acreditar no que quis e nem veio conversar… e tínhamos liberdade para tal, afinal, namoramos, não?

Eu só quero que saiba que está tudo bem. Se está difícil entender que estou feliz por não estar com você, me desculpe. Se você só não quer me ver bem assim, tudo bem, mas eu te quero bem assim. Se você não aceitou e ainda tem sentimentos, me desculpe, mas não vai acontecer nunca mais. Mas se você só falou da boca pra fora, num desabafo ou num momento de raiva… tá tudo bem, já fiz isso também, acontece.

Eu só te peço que supere.
Me supere!

Anúncios

Escrito por

♦ Brasiliense com sangue do Pará, amante de moda, culinária, cinema e música. Sonhava em ser bióloga marinha, mas vem se provando mais jornalista do que achava. Escreve menos do que sua mente produz, mas a memória deixa a desejar. Curiosa e repórter, então saiba que tudo o que disser poderá se tornar texto novo. E se a encontrar, prove seu abraço... dizem ser o melhor do mundo. ♦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s