Eu ainda to aprendendo a te dizer adeus

Já teve a sensação de que está perdendo alguém? Sem saber pra quem ou o que? Do tipo: não poderei mais sentir o toque daquela pessoa. De imediato o coração acelera… angústia, tremor nos lábios e sem perceber uma lágrima escorre. Cerra os olhos, deixa descer, sente o frio na barriga, engole o choro engatilhado e prefere acreditar que isso não está para acontecer.

Foi isso que senti naquela tarde, antes mesmo de a gente conseguir se encontrar após horas de trânsito, na nossa árvore favorita. Eu sabia que você estava indo embora – não teve sinal, nem motivo que seja aparente, mas pude te sentir partir. E o que é pior, não podia fazer mais nada além de me conter.

Tem situações nas quais a gente inventa um bando de paranoia. Estilo essas: quando demora responder, da foto com aquela pessoa “suspeita” bem próxima ou aquele amigo que sempre tem calorosos abraços. Quase que uma teoria da conspiração. Uma sabotagem de sentimentos. Mas isso não veio ao acaso, apesar de já terem existido algumas.

Cara, eu tive que te dizer adeus com você sorrindo pra mim. Dentro do teu abraço eu não te sentia mais. Estava doendo – eu me contorcia em sorrisos – pra disfarçar sobre ter que entender que depois daquele dia você não iria mais aparecer; nem virtualmente, nem pessoalmente. O seu sorriso era lindo e radiante. Na verdade você era inspirador e me encorajava a sorrir também.

Quem tem sensibilidade aflorada sofre um bocado por antecedência. Foi dito e certo, ou melhor, sentido e certo. Último beijo. Pude sentir o amargo da saudade durante a troca de salivas. Era, de novo, um adeus. Mais algumas lágrimas precisaram ser contidas. A dor muitas vezes, nestes casos, vem das inúmeras tentativas de mostrar que está tudo bem.

– Tá tudo bem?
– Sim, volta logo!

Não voltou. Eu ainda to aprendendo a te dizer adeus todos os dias. Aqui tudo lembra você. Tudo cheira você. Me entreguei demais e agora está sendo difícil seguir sozinho. Parece que meus cacos foram quebrados em mil pedaços. Imagina só como está sendo pra poder juntar tudo isso outra vez.

Foi o adeus mais difícil da minha vida. E, olha, que eu sempre estive preparado para me despedir. Ninguém ficou: pai, mãe, irmão. Todos eles também me disseram adeus antes mesmo dos meus dezoito anos. Com você era diferente, te quis pra sempre. “Sem saber que o pra sempre, sempre acaba”.

Outro dia ouvi dizer: você não vai mais conseguir amar alguém depois dele. Torço pra que isso não seja verdade. Porque consigo pagar o preço de sentir de novo a sensação de perda. O que eu não aguento mais é a falta que você me faz.

Anúncios

Um comentário em “Eu ainda to aprendendo a te dizer adeus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s