deixa o amor ficar

To chegando como quem não quer nada. Talvez, como alguém que queira tudo. De um modo lento, mas que é seguro. Do jeito arisco de ser, mas sem restrições.

To entregando o jogo e enfrentando tudo que eu disse semana passada sobre não querer mais me arriscar.

Chegando a conclusão que a gente sabe quando precisa de alguém pra somar. Desabafar. Sentir e fazer bem. Saindo da zona de conforto e partindo para a zona de combate.

Coração ninguém nunca explica. Só sente. “Coração é coração”, gente. Não tem como definir. Abra a janela da alma e salta. É muito mais divertido. Deixe a porta fechada por hora. Se for pra entrar, que seja acompanhado.

Vem que eu to te esperando mais do que eu nunca esperei ninguém. Vem, que sem medo a gente pode ser um do outro. Vem, deixa eu ser.

E aí?! O que acha? Eu to chegando de abraços abertos. To chegando pro domingo e pro filme. To chegando pra conchinha e pro cafuné. Chegando pra sentir o suspiro e o porto seguro.

Chega, amor. Invade tudo. Cala a boca de quem não sabe te sentir. Tira o medo. Entra e fica. Juntos somos mais fortes. Permanece. Acompanha. Entra junto comigo pela porta da frente e não repara a bagunça. Vai dar tudo certo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s