meu escorpião em seca

Teu olhar puxado consegue ressaltar o que de melhor há em mim. Me permite voar como gosto, como quero. Prego quadros na parede na ordem que me vier à mente, deixo roupas pelo chão e ao invés de me calar, me faz música. Sabe como ativar a pessoa cuidadosa e amorosa que sou e esqueço.

Você é meu Vinícius de Morais em dias chuvosos e meu Caetano em dias de sol. Me faz poesia, me faz baiana, me faz odara. Teu tom rouco me faz rir, me faz alegre, traz magia e tem cor.  Gosto do teu tom, de forte e suficiente. Tua boca fina que tem agressividade, tu é escorpião em seca, me deserta por dentro de tanto que tenho sede de você.

E pela boca seca me faz calor. Mas o calor que me causa é aquele quentinho de amor, onde me refresco na limonada advinda da árvore tua. E no colo teu, repouso.

Anúncios

Escrito por

Estudante de Jornalismo e brasiliense. Apaixonada por cinema, literatura, música, culinária e beleza. Com família paraense, das raízes indígenas, se criou em Brasília onde pode descobrir mais sobre o mundo e se apaixonou pela profissão que escolheu. Criou o Diário em 2014, quando decidiu manter vivas as poesias que mantinha em cadernos por anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s