carta aberta aos ricos de Brasília

Caríssimos,

Estive pensando em descrever as belezas da capital para além dos três poderes que, convenhamos, não são nada agradáveis desde a última eleição. Mas fui surpreendida com uma reportagem no Metrópoles sobre a bela festa que alguns de vocês fizeram durante o isolamento social e não me surpreendi.

As classes sociais em Brasília são visíveis, são mapáveis. Do extremo entorno, como de Águas Lindas ao Lago Sul, podemos ver claramente os desajustes sociais que a nossa capital tem. Assim como também podemos vê-lo no estacionamento da única universidade gratuita do Distrito… conforme você olha os carros sabe exatamente a que classe pertencem e, se quiser ver maior diferença social, olhe para as paradas de ônibus.

Nasci em Taguatinga e sempre amei essa cidade. Mas quando comecei a procurar emprego percebi que aqui não teria. Vocês separaram muito bem onde cada morador deve trabalhar.

Em Brasília, passamos cerca de 4 a 5 horas no trânsito para chegar no trabalho em alguma BR. Para dar conta do fluxo, uma das principais rodovias tem parte de sua estrutura revertida e mesmo assim é impossível recorrer a qualquer outra forma de locomoção. Quando temos greves, os carros do metrô ficam super lotados. Os ônibus são assaltados nesse mesmo percurso e a rotina fica insuportável se você tiver traumas. As pessoas dormem, alguns estudam -porque esse é o único tempo que têm para isso- e até sofrem por se atrasarem para a faculdade particular que conseguiram vaga com algum projeto de bolsa por ter sido impossível conseguir vaga na federal.

Não! Não é possível encontrar qualquer político, filho ou assessor se você não for de uma classe social alta. Eles não andam nas cidades satélites… nem mesmo em período eleitoral. Me questiono se conhecem a realidade do Distrito. Me pergunto, também, se já tiveram acesso a algum hospital público desse quadradinho… porque vou dizer pra vocês que os corredores são os mais terríveis que eu já vi (sorte a minha, talvez, não ter visto tantas coisas ruins). Às socialites, proponho que comecem a fazer o bem neste distrito o quanto antes… e não ousem ser caridosas em países estrangeiros taxados como pobres porque há 3 horas de vocês a realidade não é tão diferente.

Sabiam que Brasília tem uma das maiores favelas da América Latina? Não, não estou enganada, este título não é carioca porque aqui temos UMA enorme favela enquanto eles possuem VÁRIAS. O Sol Nascente é um lugar perigoso, mas também é um lugar cheio de sonhos. As pessoas vieram para a capital atrás de uma vida melhor sem saber que seria impossível competir aqui.

Empresas são seletivas em suas contratações. Algumas tentam avaliar seu conhecimento, confesso, mas a grande maioria? Se não estudar na federal ou em outras três particulares você é inútil. Se não tiver contatos para ser indicado, esqueça! O brasiliense luta com unhas e dentes por uma vaga em concursos porque é a única perspectiva de melhoria de vida que tem de imediato. O nosso sonho é, primeiramente, pagar contas. Muitos são infelizes ou vivem vidas medíocres por precisar do dinheiro mesmo não sendo tão felizes na vaga conquistada.

Não sei se conhecem nossas Unidades de Pronto Atendimento… mas até alguns meses atrás -e talvez uma boa parte ainda esteja assim- nem atendem. Quantas vezes levei meu pai ao hospital por crises de depressão e ansiedade em vão… esperando por horas, adentrando madrugada. Quantas vezes meus avós foram para a fila do posto de saúde às 5 horas da manhã para garantir o atendimento… Brasília é uma bela piada.

Talvez seja culpa do egoísmo dos nossos fundadores, talvez o grande sonho de Kubistchek tenha sido mesquinho ao ignorar que as pessoas que colocaram a mão na massa pra fazer esse distrito se erguer não iriam sonhar em fazer parte daqui.

Nos acusam de falta de identidade, mas não percebem que somos o resumo do país: somos nordestinos, somos nortenses, somos sulistas, somos de todos os cantos. Comemos baião de dois, pão de queijo, carne de sol, tomamos açaí, tereré… ouso dizer que Brasília é a capital mais representativa do mundo por conter suor e sonho e todos os estados que congregam nosso país.

E mesmo assim, somos o lugar mais ridicularizado por sempre sermos lembrados como o lugar de corruptos.

Bom, deixe eu lembrar que nenhum pobre coitado, favelado e morador de cidade satélite partilha desse mesmo costume. Nós temos vergonha de empregar tantos bandidos de colarinho, tantos borçais, temos vergonha de abrigar manifestações antidemocráticas, temos vergonha de sermos representados pelos ricos que nem conhecem a nossa cultura tão misturada.

O Distrito Federal tem o maior São João do Cerrado. É no DF que temos um ponto turístico que reúne a culinária de todos os estados a passos de distância. É aqui onde trovadores sertanejos, churrasqueiros, pescadores, pintores, cantores, é aqui onde a arte do país se reúne. Sem mostrar nada na televisão por ficar tão longe da ponte Rio-SP. É aqui onde uma exposição fica tão distante da população que nem ônibus conseguimos pegar para chegar tem todos os lugares, sendo necessário intervenção com base em lei. Ninguém quer pobre no Plano.

O único plano que temos aqui é o de mudança. Mudança social. Queremos cotas sim, por muitos de nós não ter tido oportunidade de estudo como vocês. Queremos transporte sim, para ter acesso ao mesmo produto cultural que vocês. Queremos preços acessíveis sim, para conseguir ir a shows, eventos e o que mais tiver e que vocês também vão. Sabe por quê? Porque Brasília é muito além dos três poderes, muito além de um avião, é muito além de vocês.

Autor: Aguida Leal

Olá, meu nome é Águida Leal, tenho 26 anos e criei esse blog para compartilhar minha visão romântica da vida. Minhas paixões me guiam a momentos únicos e percebi que as pessoas gostam de ler sobre cada experiência romântica que a vida me dá.

Nenhum pensamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s