Bienal de Curitiba terá palestras, lives, mostras e entrevistas online

Evento será realizado gratuitamente até 31 de dezembro

Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba promove seu primeiro evento majoritariamente online. Ao todo, serão nove meses de palestras, lives, entrevistas e exposições virtuais. O evento virtual oferece conteúdo sobre artes visuais, design, arquitetura, cinema e literatura e será realizado gratuitamente até o dia 31 de dezembro. De acordo com a Bienal de Curitiba, a iniciativa faz parte da 14ª edição do evento, que aconteceu de forma presencial entre 2019 e 2020. Ainda não há previsão para realização da 15ª Bienal em virtude das medidas de segurança sanitária em decorrência da pandemia de covid-19.

Para o evento online, novas temáticas foram propostas. Vários assuntos mostram a relação entre arte e responsabilidade socioambiental, arte e tecnologia e questões sociais. Na 14ª edição, realizada entre 2019 e 2020, o tema foi “Fronteiras Em Aberto”, discutindo o conceito de fronteiras – e recebendo artistas de todos os continentes, com destaque para membros do Brics (bloco formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul).

Programação

As atrações da Bienal online serão divididas por temática mensal. Neste mês, o evento traz discussões sobre videoarte. Maio será o mês do design, enquanto junho será o mês da produção internacional. Aproveitando as férias escolares, julho terá a Bienal online para o público infantojuvenil. Confira a íntegra da programação

Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba
Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba – Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba

Em agosto haverá o Take Over – Arte Online, voltado às plataformas digitais. As temáticas de setembro são o cinema e a literatura, e em outubro, a arquitetura. Novembro será dedicado às exposições, com visitas online a mostras e ateliês de artistas. Dezembro retoma o Take Over, destacando artemídia e encerrando o evento. A programação será divulgada mês a mês, sempre no primeiro dia útil.

Bienal

Criada em 1993, a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba teve suas primeiras edições voltadas à programação expositiva, chegando a ter sedes em outras cidades brasileiras como São Paulo e Brasília, e até em Buenos Aires, na Argentina.

A partir de 2007, expandiu sua proposta incluindo performances, interferências urbanas, cursos e palestras. Artistas de renome mundial já participaram da Bienal, como Marina Abramović e Ai Weiwei.

Na 14ª edição, o conceito curatorial de “Fronteiras Em Aberto” foi assinado pelo espanhol Adolfo Montejo Navas e pela brasileira residente em Berlim (Alemanha) Tereza de Arruda, e contou com 461 artistas dos cinco continentes. Mais de 100 espaços da capital paranaense foram ocupados por ações do evento, atingindo um público de mais de 900 mil pessoas.

(Publicado originalmente em Agencia Brasil, 4 de abril de 2021)

Autor: redacaoddule

Publicações que são reescritas ou replicadas e não podem ser assinadas são publicadas como produzidas pela Redação DDULE. Isto para evitar confusão e plágio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s