OSCAR: Você TEM que assistir estes filmes!

A cerimônia de domingo (25) será a 93ª da história

Legenda da foto | Créditos: Mank / Netflix, Judas o Messias Negro / Warner

O Oscar é a premiação dos melhores filmes do ano anterior. E embora ele nem sempre reflita a escolha dos espectadores, ele é o final de uma trajetória de premiações, consolidando o sucesso ou o fracasso.

Devido à pandemia, os filmes de streaming dominaram as diversas categorias do Oscar. E não é surpresa essa “invasão” da premiação máxima do cinema, afinal o cinema mudou! A Netflix, por exemplo, tem 16 filmes na lista, totalizando 35 indicações. As produções da Amazon também não fizeram feio, com 12 indicações.

A dificuldade, entretanto, é acompanhar o volume generoso de filmes que provavelmente não passaram pelo seu radar nos últimos 12 meses. Mank? Judas e o Messias Negro? Confira boas apostas para levar as estatuetas e proporcionarem bons momentos na frente da tela – de casa ou do cinema!

Mank

Legenda da imagem| Créditos: Mank / Netflix

Lento, auto referencial a um clássico pouco palatável dos anos 40 e incrível! A primeira aposta é em Mank, cotado a levar 10 estatuetas. Nele, David Fincher convida o espectador a uma viagem à decada de 40.

O título, que faz referência a Herman J. Mankiewicz, roteirista de Cidadão Kane, pode não ser o mais agradável frente ao cinema comercial, tal qual a obra que deu origem a ele, mas o diretor de Seven e Clube da Luta exibe com bom humor, a criação do roteiro da uma das obras mais memoráveis da sétima arte.

Tudo em Mank homenageia o Clássico de Orson Welles – ângulos da câmera, tratamento sonoro, diálogos. São 2 horas da mais pura arte em preto e branco. O título está disponível na Netflix.

Judas e o Messias Negro

Legenda da imagem| Créditos: Judas e o Messias Negro / Warner Bros

George Floyd. João Alberto Silveira Freitas. Dois homens, negros, mortos pela força policial, um em Minneapolis, outro em Porto Alegre. As duas mortes ocorreram durante o levante do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam). É uma luta constante e é um dos pontos de partida para entender Judas e o Messias Negro.

O Partido dos Panteras Negras foi criado para defender – muitas vezes de forma radical – homens e mulheres que sofriam na pele a brutalidade da polícia. A criação desse partido, e seus atos, impeliu o FBI a infiltrar um homem para espionar e sabotar o movimento, pois o considerava uma ameaça. E como o título sugere, há uma correlação com o Judas bíblico.

O filme é um recorte da vida de Fred Hampton, vice-presidente do BPP nacional e William O’Neal, agente infiltrado que tem a perigosa missão de atrapalhar os Panteras Negras. E se o filme, por si só, já não convence a buscar uma sala de cinema o mais rápido possível, saiba que Daniel Kaluuya, de Corra! e Pantera Negra, brilha como Hampton. O filme está disponível apenas nas salas de cinema.

Muito mais que um prêmio

O Oscar tem esse poder de encantar, mas geralmente os filmes com potencial de premiação carregam um peso grande. São filmes densos, difíceis de digerir. Mas você também pode encontrar leveza em filmes destinados a todos.

Minari e Nomadland também elevam a dramaticidade merecida para a maior premiação. Ambos concorrem em 6 categorias cada. Infelizmente nenhum dos dois está disponível via streaming, e você terá que ir também a uma sala de cinemas.

A Caminho da Lua (da Netflix), Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica e Toca (ambos do Disney+), vão te emocionar com um quentinho a mais no coração. Os dois primeiros estão indicados para melhor animação enquanto o último para curta de animação.

E caso queira um humor crítico mais visceral, Borat: Fita de Cinema Seguinte é a escolha certa. Com uma crítica severa ao “american way of life”, tal qual fez em Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América. Com duas indicações, ele não deve receber a premiação, mas vale cada segundo de filme, seja pelo humor nonsense, seja pelo nível de vergonha alheia que ele causa.

Portanto, convido você, leitor, a assistir pelo menos um dos filmes indicados de 2021 nas 23 categorias e a comentar como foi sua experiência com esse filme. Quais sentimentos ele te trouxe? Quais filmes você definitivamente indicaria?

Autor: Willian Rodrigues

Jornalista, 33, autor do blog PlugMovie, apaixonado por cinema e cultura pop! #TechGeek #EcoFreak #GameAddict

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s