BBB21: Sou eu que faço as canções pra você chorar

O Big Brother Brasil e os amores de verão têm muito em comum

Legenda da imagem| Caio canta CPM 22 em uma festa no BBB 21. Créditos: Rede Globo

Já escutou uma música que te transportou no tempo? É incrível como há músicas que marcam um momento da sua vida. O mundo é outro, completamente novo, com pessoas novas, cenários novos e até um novo eu, por assim dizer, mas bastam alguns versos para que um clique faça algo se abrir. “É gatilho!”, grita um youtuber mais jovem que meu violão, que embalou tantas daquelas canções.

“Há dias que os dias passam devagar, tudo se foi, nada restou pra mim”. Caio, um dos Bastiões do BBB 21, canta – ou grita – a plenos pulmões um dos sucessos de CPM 22, Tarde de Outubro. Uma banda de rock hardcore, fruto dos anos 90, que teve seu auge no anos 2000 com diversas músicas que embalaram novelas e relacionamentos.

É fácil se relacionar com suas músicas. A segunda música do CD Felicidade Instantânea começa com uma frase típica de um jovem. “Me sinto só, mas quem é que nunca se sentiu assim procurando o caminho pra seguir, uma direção, respostas!”. Um minuto para o fim do mundo é o nome da música que detém o verso. Precisamos de respostas pois tudo é urgente. Chega a ser poético frente aos dias que vivemos hoje.

E se o BBB é um retrato dessa sociedade, onde shipamos uma dupla que mal conhecemos, como não lembrar dos relacionamentos de verão, tão fugazes quanto a passagem dos brothers pela nossa TV. O diálogo a seguir é meramente ilustrativo, de uma tarde que nunca aconteceu.


– O Caio vai sair. Ele não tem o que é preciso para ganhar o BBB.

Escutei bem ao fundo a voz de um amigo. Estávamos em 3 na mesa. Minha mente foi longe, totalmente absorto ao assunto. Lembrei do tal Caio cantando CPM com Rodolffo na guitarra e Fiuk na bateria. Aos 15, eu também tocava CPM na escola.

– Lembra do Max? Ele já ganhou um BBB.

Minha cabeça estava em um lugar tão longe que não consegui prestar atenção ao desenrolar da conversa. “Max? Tem um Max no BBB? Isso não foi em 2009?”

– Ah, eles faziam um belo casal. Lembra dele com a Eva? Aliás, como está a Eva*?

Foram 10 segundos entre perceber que o assunto BBB havia se esgotado e eu era o assunto da mesa.

– Nossa cara. Desenterrou hein? Nem lembrava mais dela. Tanto tempo… (era mentira).

– Você acabou de falar o nome dela. Logo depois de ficar cantarolando CPM. Você ainda lembra daquela música que você cantou pra ela?

– Não… (era mentira).

Autor: Willian Rodrigues

Jornalista, 33, autor do blog PlugMovie, apaixonado por cinema e cultura pop! #TechGeek #EcoFreak #GameAddict

Deixe uma resposta