#TBT com a Banda Dona Cislene

Um dos maiores representantes do rock independente de Brasília, a Banda Dona Cislene, encerrou suas atividades no dia 25 de junho de 2020. O anúncio veio através da conta oficial da banda no Instagram em post que agradece a todos que ajudaram em sua trajetória.

Os meninos da Dona Cislene cresceram, evoluíram e construíram suas vidas. No momento, perceberam a necessidade de seguir em busca de novos projetos. O som da banda conseguiu diversos elogios de grande artistas como Dinho Ouro Preto (vocalista do Capital Inicial) e Digão (vocalista do Raimundos). Foram três álbuns, 40 músicas gravadas, 14 clipes e um milhão de lembranças.

Videoclipe da música GOOD VIBE, faixa do álbum “Um Brinde Aos Loucos” da DONA CISLENE.

A banda é formada por quatro amigos (Bruno Alpino – Voz e Guitarra, Gui de Bem – Guitarra, Pedro Piauí – Baixo e Paulo Sampaio – Bateria). Como fã, agradeço por todos os trabalhos criados e espero que um dia possam subir em um palco como Dona Cislene novamente.

Enquanto esse momento não acontece, nada mais justo a gente relembrar uma das entrevistas mais incríveis que já tive o prazer de fazer. Leia o que rolou nesse bate papo que nos rendeu muitas histórias e risadas sem fim.

Foto: Gabriel Saldanha

Como vocês se conheceram e como decidiram criar a banda?

Essa história é bem antiga. Digamos que a vida acabou nos reunindo. Eu (Bruno) e o Gui somos amigos desde crianças, nossos pais eram amigos e naturalmente criamos esse vínculo. Logo em seguida, conhecemos o Pedro Piauí no colégio e começamos a tocar juntos. Por último, conhecemos Paulo, que já participava de uma banda que se desfez. Nessa época estávamos sem nenhum baterista. Ele fez o teste e na primeira música que tocamos juntos deu muito certo. A partir daí a banda começou a crescer profissionalmente e começamos a vê-la como empresa. Agora estamos com um disco, um EP e seis clipes.

Por que o nome “Dona Cislene”?

O nome da banda veio com o desejo de criar algo diferente que não necessariamente fosse bonito, porque somos uma banda de rock, mas queríamos um nome com identidade e que tivesse a ver com os integrantes. Quando estávamos pensando em um nome, todos acabaram lembrando de quando conhecemos uma senhora chamada Cislene. Ela morava em cima do estúdio que costumávamos ensaiar. Ela era a nossa maior encorajadora, sempre dava palpites sobre as canções e nos incentivou a continuar a banda e fazer o nosso próprio som.

O nome da banda é uma singela homenagem a nossa primeira fã.

Quais são as influências de vocês?

Somos bem ecléticos. Não há algo muito definido, mas o que não pode faltar na nossa playlist é AC/DC, Muse, Charlie Brown Jr, Foo Fighters, Raimundos, Natiruts,Red Hot e Nirvana.

Como vocês enxergam o cenário musical?

Acho que a cada dia que passa, nos surpreendemos mais com a qualidade das bandas independentes que estão surgindo no cenário musical brasileiro. Durante nossas turnês, conhecemos diversas bandas que provam que o rock nacional está longe de estar morto, principalmente em Brasília e o vemos voltando aos poucos, já que há algum tempo muita coisa acontecia por ser modinha.

E como é processo de produção das canções de vocês?

O Bruno (voz e guitarra) geralmente escrever as músicas, mas todos chegam com ideias de arranjos e a música acaba surgindo como um processo de conexão. Ele chega com esqueleto e acabamos lapidando para ficar a nossa cara.

Tem algum festival ou evento grande que vocês queiram participar?

Graças a Deus estamos conseguindo realizar esse sonho de entrar nesse circuito de festivais grandes, mas todos nós queremos consolidar o nosso trabalho. Não é apenas chegar lá e pronto, é chegar lá e manter. Com relação ao evento grande, nosso sonho é tocar no Rock in Rio.

A Banda se apresentou na edição de 2019 do Rock in Rio.

Divulgação salva nos Destaques do perfil no Instagram da banda

E vocês tem alguma dica ou conselho pra quem quer criar uma banda ou está começando?

Se esforcem ao máximo! Cada banda tem sua estrada e seu caminho a ser seguido. Não existe uma fórmula secreta para o sucesso, apenas se dedique porque toda banda que trabalha muito, uma hora acaba colhendo.

Foto: Gabriel Saldanha

Ainda é possível conhecer o trabalho incrível da Banda Cislene no Youtube.

Deixe uma resposta